Prêmio Abraciclo de Jornalismo

Sobre o Prêmio

Abraciclo

A ABRACICLO – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares é uma entidade sem fins lucrativos que representa oficialmente as montadoras dos veículos de duas rodas com fábricas instaladas no Brasil.

A entidade atua desde abril de 1976 e reúne 14 associadas, sendo 10 delas do segmento de motocicletas e 4 de bicicletas. A sua missão é divulgar, apoiar e defender as atividades e interesses relacionados ao setor de veículos de duas rodas nas áreas técnica, política, econômica, social e comercial.

Contando com o apoio de suas associadas, a ABRACICLO realiza eventos e propaga mensagens de conscientização, junto com autoridades públicas, visando a mudança e evolução da atitude de motoristas e motociclistas, para que se estabeleça uma convivência mais pacífica e respeitosa no trânsito.

Uma das principais iniciativas da entidade é a conscientização de ciclistas e motociclistas sobre a importância da pilotagem segura e da opinião pública em relação à necessidade de estimular e praticar a Segurança no Trânsito. Isso é feito através de relações governamentais, propostas técnicas, contatos com entidades e imprensa, campanhas públicas e projetos de Segurança no Trânsito em parceria com empresas e órgãos especializados.

As atuais associadas da entidade são:

Segmento de Motocicletas – BMW, Dafra, Ducati, Harley-Davidson, Honda, JTZ, Kawasaki, Suzuki, Triumph e Yamaha.

Segmento de Bicicletas – Caloi, Houston, Ox Bike e Sense.

As fabricantes de veículos de duas rodas associadas à ABRACICLO estão concentradas no Polo Industrial de Manaus (PIM), onde geram mais de 12 mil empregos diretos e estimulam a qualificação profissional. Estes são os dados básicos do setor:

 

Dados do setor

Motocicletas

Bicicletas

Frota nacional: acima de 27 milhões de unidades

Frota nacional: mais de 70 milhões de unidades

Produção anual: acima de 1 milhão de unidades

Produção anual: 2,5 milhões de unidades**

8º maior produtor mundial

4º maior produtor mundial

(*) Dados do fechamento de 2018.
(**) Excluídas as bicicletas infantis, classificadas como brinquedos.

Saiba mais sobre os trabalhos da ABRACICLO, acesse o site.

Regulamento

Prêmio Abraciclo de Jornalismo 2021

A Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo tem como missão divulgar, apoiar e defender as atividades e interesses relacionados ao Setor de Duas Rodas nas áreas técnica, política, econômica, social e comercial. Uma das principais iniciativas da entidade é a conscientização dos condutores dos veículos de duas rodas sobre a importância da pilotagem segura e da opinião pública em relação à necessidade de estimular e praticar a Segurança no Trânsito. Com base nesta iniciativa, foi estabelecido o Prêmio Abraciclo de Jornalismo.

I. Objetivos

O Prêmio Abraciclo de Jornalismo tem como objetivo incentivar a elaboração e a veiculação, pela imprensa brasileira, de trabalhos jornalísticos que analisem, documentem, comentem e propaguem, dentro dos mais diversos contextos o uso dos veículos de duas rodas como meio efetivo e seguro de transporte, sejam motocicletas, ciclomotores, motonetas, bicicletas ou similares. Com isso, os trabalhos jornalísticos contribuirão para estimular a paz no trânsito.

II. Categorias

Na presente edição, há três grupos de categorias, a saber: Motocicleta, Bicicleta e Polo Industrial de Manaus – PIM. As categorias de cada grupo, para a inscrição de matérias jornalísticas, são estas:

Grupo Motocicleta
Duas categorias para inscrições:

  • Impressa & Digital (jornal, revista, portal, site e blog) – matérias sobre motocicletas publicadas em jornais, revistas, portais, sites e blogs profissionais devem ser inscritas nesta categoria.
  • Som & Imagem (rádio, TV e fotografia) – matérias sobre motocicletas publicadas em emissoras de rádio, de televisão ou fotografias veiculadas em qualquer meio de comunicação profissional devem ser inscritas nesta categoria.

Grupo Bicicleta
Categoria única para inscrições:

  • Todas as matérias sobre bicicletas devem ser inscritas nesta categoria, independente do meio de comunicação onde a matéria foi veiculada.

Grupo Polo Industrial de Manaus – PIM
Categoria única para inscrições:

  • Matérias sobre motocicletas, bicicletas e similares publicadas ou veiculadas em TV, rádio, jornal, revista, portais, site e blog ou fotografia, todos de caráter profissional, desde que os veículos de comunicação inscritos nesta categoria estejam sediados no Estado do Amazonas.

III. Inscrições

O ato de inscrição implica a sujeição ao presente Regulamento, o mesmo valendo para os jurados por ocasião da aceitação do convite para integrar quaisquer das comissões de julgamento.

A participação no Prêmio Abraciclo de Jornalismo 2019 é aberta a todos os jornalistas profissionais. Devem ser observados os seguintes procedimentos:

  1. Podem ser inscritas matérias publicadas ou veiculadas no período entre 01 de outubro de 2017 e 29 de setembro de 2019.
  2. As inscrições devem ser feitas direta e unicamente no site www.premioabraciclojornalismo.com.br.
  3. As instruções para a inscrição estão disponíveis no site do Prêmio.
  4. As matérias inscritas deverão ter as seguintes características:
    1. Impressa & Digital (jornal, revista, portal, site e blog): uma cópia da matéria original em formato PDF, onde conste o nome do autor, veículo e data de publicação. O tamanho máximo deve ser de 30 MB para cada matéria.
    2. Som & Imagem (rádio, TV e fotografia): cópia gravada em formato WMA ou MP3 (rádio) e em MPEG, AVI ou MP4 (TV), constando o nome completo do autor, veículo e data de publicação. O tamanho do arquivo não deve exceder o limite de 30 MB. Para fotografias, a cópia deve ser gravada em formato JPEG, acompanhada da matéria na qual a fotografia foi publicada, em formato PDF, e indicando o nome completo do autor, veículo e data de publicação.
    3. Bicicletas e PIM: devem ser observadas as mesmas características de envio anteriormente citadas.
    4. Aviso: o sistema do site não aceita as inscrições sem a ficha cadastral totalmente preenchida.
  5. Para inscrição de arquivos em tamanhos superiores aos descritos acima, ou na impossibilidade de efetuar a inscrição pelo site, serão aceitas inscrições pelo correio.  O envio pelo correio deve estar acompanhado da ficha cadastral preenchida; neste caso, a ficha cadastral deverá ser solicitada pelo e-mail do Prêmio (contato@premioabraciclojornalismo.com.br). Endereçar da seguinte forma: “Prêmio Abraciclo de Jornalismo” – Rua Américo Brasiliense, 2.171 – Conj. 907 a 910 – Chácara Santo Antônio – São Paulo – SP – CEP 04715-005. Podem ser reunidos mais de um arquivo numa única remessa para inscrição.
  6. As matérias enviadas pelo correio ou entregues pessoalmente na sede da Abraciclo deverão respeitar o encerramento do período de inscrição e estar devidamente endereçadas para o “Prêmio Abraciclo de Jornalismo”. Não serão aceitas inscrições sem ficha cadastral.
  7. As matérias inscritas pelo correio ou entregues na sede da entidade deverão estar obrigatoriamente gravadas em cópias válidas e em perfeito estado de funcionamento em pen drive, em envelope endereçado ao “Prêmio Abraciclo de Jornalismo”.
  8. As inscrições serão encerradas, impreterivelmente, no dia 30 de setembro de 2019, às 24h (horário de Brasília), para todas as formas de recebimento de materiais, ou seja, por meio do site do Prêmio, correios e entregas em mãos.
  9. Serão colocados em julgamento apenas os trabalhos escritos em língua portuguesa e publicados em veículos profissionais de comunicação brasileiros, com sede no País.
  10. Cada jornalista ou equipe formada pelos mesmos profissionais poderá inscrever um máximo de 3 (três) trabalhos. As inscrições podem ser distribuídas entre diferentes categorias ou concentradas numa só, desde que seja respeitado o limite máximo.
  11.  Para cada trabalho deverá ser preenchida uma ficha de inscrição.
  12.  Um mesmo trabalho só poderá ser declarado vencedor em apenas uma das categorias.
  13.  Não poderão participar deste prêmio os jornalistas empregados das empresas associadas da Abraciclo e da própria entidade, assim como os membros da Comissão Julgadora.
  14.  Em caso de trabalho sem crédito, ou assinado com pseudônimo, sua autoria deverá ser atestada pela direção ou chefias da publicação em declaração a ser anexada à ficha de inscrição. Da mesma forma, as fotografias que tenham sido publicadas sem o devido crédito de divulgação deverão ter sua autoria atestada pelos veículos correspondentes.
  15.  Não poderão existir diferenças entre a fotografia publicada e aquela remetida para inscrição.
  16.  Só serão considerados os trabalhos fotográficos que contenham elementos de informação jornalística. Não serão considerados ensaios fotográficos, trabalhos de importância meramente técnica ou artística, ou ainda fotos que não tenham sido objeto de publicação.
  17.  Não compete aos organizadores do Prêmio Abraciclo de Jornalismo 2019 emitir juízo de valor sobre os trabalhos submetidos à apreciação das comissões de julgamento, ou que por elas tenham sido distinguidos.
  18.  Caberá exclusivamente ao(s) autor(es) do(s) trabalho(s) inscritos a responsabilidade perante terceiros decorrente do seu conteúdo.
  19.  Os prêmios serão individuais e atribuídos, em cada um dos casos, a um único profissional. Esse critério será mantido mesmo quando o trabalho premiado for produto da ação de uma equipe, hipótese em que a própria equipe deverá indicar antecipadamente e de forma expressa o seu representante para recebê-lo.

IV. Responsabilidade pelo Conteúdo

Ao inscrever uma obra jornalística no Prêmio Abraciclo de Jornalismo, o autor automaticamente se responsabiliza pela sua autoria e originalidade, bem como pela veracidade de todas as informações fornecidas no ato da inscrição, isentando, desta forma, a Abraciclo de quaisquer responsabilidades futuras oriundas do material divulgado premiado.

Os trabalhos inscritos poderão ser objeto de reprodução, no todo ou em parte, em iniciativas de responsabilidade dos patrocinadores do Prêmio Abraciclo de Jornalismo 2019, tais como peças promocionais, livros, revistas, folhetos, vídeos, filmes, sites da Internet, catálogos e exposições onde predomine o caráter informativo/cultural, com a finalidade de exaltar o trabalho jornalístico, independentemente de qualquer licença, remuneração ou pagamento ao seu autor ou autores, excetuados os casos de premiação estabelecidos neste Regulamento, sendo obrigatória, contudo, menção à autoria.

V. Processo de Julgamento

A Comissão Julgadora do Prêmio Abraciclo de Jornalismo 2019 será formada por cinco especialistas, todos com ampla experiência profissional em Comunicação Social e com conhecimento do Setor de Duas Rodas. Destacamos que todos os membros da Comissão Julgadora não têm vínculo com a Abraciclo, suas associadas e sua assessoria de comunicação.

Todo o processo de julgamento será on-line, através de ferramenta no site da premiação (www.premioabraciclojornalismo.com.br), no período de 14 de outubro a 01 de novembro de 2019.

Os jurados devem avaliar o trabalho analisado de acordo com os parâmetros descritos neste regulamento, dando notas de 1 a 10 para cada inscrição válida, sendo que 1 representa a nota mínima e 10 a máxima.

Findo o prazo estabelecido para votação, serão considerados vencedores do Prêmio Abraciclo de Jornalismo 2019 os trabalhos que obtiverem as maiores notas.

Ocorrendo empate entre finalistas com maiores notas, os trabalhos nessa situação serão submetidos à Comissão Julgadora do Prêmio Abraciclo de Jornalismo 2019 para escolha final do vencedor.

As decisões da Comissão Julgadora serão soberanas, irrevogáveis e irrecorríveis, devendo ser levadas ao conhecimento público exclusivamente no dia do evento de premiação.

Casos omissos a este regulamento e que necessitem de definição serão analisados e solucionados pelos membros da Comissão Julgadora, juntamente com um representante da Abraciclo.

VI. Premiação

A edição 2019 do Prêmio Abraciclo de Jornalismo contará com três vencedores (primeiro, segundo e terceiro lugares) para cada uma das quatro categorias citadas no item II.

Os primeiros colocados em cada uma das quatro categorias do Prêmio Abraciclo de Jornalismo receberão, além de troféu, o valor de R$ 8.000,00 (OITO MIL REAIS).

Os segundos colocados em cada categoria, nomeados Destaques, receberão, além de placa comemorativa, R$ 3.500,00 (TRÊS MIL E QUINHENTOS REAIS).

Os terceiros colocados em cada categoria, nomeados Menções Honrosas, receberão placas comemorativas e R$ 2.500,00 (DOIS MIL E QUINHENTOS REAIS).

Em todos os prêmios citados não haverá incidência de qualquer índice de correção monetária.

A cerimônia de entrega do Prêmio Abraciclo de Jornalismo ocorrerá no dia 18 de novembro de 2019, a partir das 12 horas, ou em outro horário estabelecido e divulgado previamente pela Abraciclo, caso isso seja necessário, no Pavilhão de Exposições do São Paulo Expo, na cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, onde será realizado o Salão Duas Rodas 2019.

VII. Informações Complementares

Dúvidas e demais questões referentes ao Prêmio Abraciclo de Jornalismo 2019 devem ser encaminhadas à SD&Press Consultoria, por e-mail ou pelo telefone (11) 3876-4070, em nome das seguintes profissionais:

Calendário Resumido do Prêmio Abraciclo de Jornalismo 2019:

  • Publicação das matérias a serem inscritas: 01/10/2017 a 29/09/2019
  • Início das inscrições: 01/04/2019
  • Encerramento das inscrições: 30/09/2019 – 24h (horário de Brasília)
  • Julgamento dos trabalhos: 14/10 a 01/11/2019
  • Divulgação e premiação dos vencedores: 18/11/2019
Como surgiu o prêmio?

A Abraciclo foi criada em abril de 1976, inicialmente focada em bicicletas e  ciclomotores. Em 1980, com a adesão das fabricantes de motocicletas, a entidade estendeu sua atuação também para estes tipos de veículos, além de motonetas e similares. Na época, os veículos de duas rodas eram de pequeno porte e costumavam ser utilizados muito mais para lazer e, de certa forma, demonstração de maior status social de seus condutores.

A indústria cresceu rapidamente em seus primeiros anos, passando de aproximadamente cinco mil veículos produzidos, em 1975, para mais de 145 mil unidades, em 1980, dando abertura à mudança no perfil do setor e intensa profissionalização. Entretanto, a motocicleta ainda era vista com estranheza por grande parte da população, apesar de estar ganhando espaço no mercado. A década de 1980 foi marcada pela crescente adaptação dos produtos às novas necessidades dos consumidores e em um contexto de constantes oscilações na produção e venda, decorrentes das dificuldades econômicas enfrentadas pelo Brasil.

O crescimento rápido da demanda pelos veículos de duas rodas, a necessidade da prática da pilotagem segura e o enfrentamento da instabilidade econômica levaram a Abraciclo a uma revisão de seus objetivos e forma de atuação. A diretoria da entidade decidiu, então, contratar executivos que atendessem à demanda por novas atividades.

Com a entrada do Jorge Ubirajara e Franklin de Mello, foi aprovado um tripé de ações composto por Seminários e Congressos + Salão Duas Rodas + Prêmio Abraciclo de Jornalismo.

A ideia era dar mais visibilidade à associação, encorajar discussões junto ao governo e a sociedade, incentivar a geração de conteúdo sobre o segmento, atrair investimentos em infraestrutura e regulamentação, e, a partir disso, proporcionar maior destaque ao setor em ascensão.

O Prêmio seria um gatilho para a criação de matérias positivas sobre motocicletas e bicicletas. As primeiras, que só saíam nas páginas automotivas como subtemas e enfoque ao uso do produto em esportes e lazer, poderiam ser retratadas também nas áreas de comportamento e economia dos jornais, com perspectiva positiva e como meios de transporte importantes para lazer e locomoção. Já as magrelas poderiam sair da categoria ‘brinquedo’ e passar para a de veículos sérios que contribuiriam para a mobilidade da população e transporte de carga.

 

Um dos importantes diferenciais do nosso prêmio seria valorizar os profissionais de jornalismo de regiões com menos enfoque, como Norte e Nordeste do Brasil, saindo assim do eixo Rio–São Paulo.

O presidente e fundador da Abraciclo, Bruno Caloi, empenhado em receber a aprovação da diretoria na época, tinha certeza de que o tripé de ações seria um case de sucesso. E estava certo.

Com o projeto aprovado, a Abraciclo contratou uma clipadora, Lux Jornal, que começou a guardar todas as publicações sobre o setor. No final daquele primeiro ano, em parceria com o Sindicato dos Jornalistas, presidido por Audálio Dantas, formou-se uma comissão julgadora com os jornalistas mais renomados da época, como Boris Casoy, que analisavam todo o conteúdo disponível.

Feita a seleção, os veículos escolhidos eram comunicados que suas matérias estavam concorrendo ao Prêmio Abraciclo de Jornalismo. Com isso, os jornalistas poderiam inscrever artigos além daqueles pré-selecionados. A divulgação era feita através de publicação em jornal e envio de cartazes às redações.

O evento de premiação começou como uma festa no Hotel Hilton, em São Paulo, e tinha como principais prêmios viagens internacionais. Tratava-se de um acontecimento destacado do setor jornalístico, que trazia pessoas de todas as regiões do País.

Foram realizadas seis edições, de 1981 a 1987, consolidando a importância do Prêmio para o reconhecimento do talento e da criatividade dos jornalistas ao mostrarem o uso dos veículos de duas rodas nas vias das cidades e estradas brasileiras. Todavia, o contexto econômico severo acabou levando a premiação a seguidas reduções de seu investimento, a ponto de precisar ser reavaliada e, temporariamente, suspensa.

A Retomada

A ideia de reativar o Prêmio ocorreu no aniversário de 30 anos da Abraciclo, ocorrido em 2006, coincidindo com a comemoração do volume de 1,4 milhão de motocicletas produzidas. A partir de seguidas reuniões da diretoria da entidade, presidida por Paulo Takeuchi, finalmente a retomada do Prêmio surgia depois de 19 anos.

Em conjunto com a assessoria de imprensa e o empenho do saudoso Sérgio Duarte, o Prêmio renasceu com novas categorias, outros valores da premiação e condições diferenciadas. Ou seja, a premiação ressurgiu em uma versão totalmente nova.

Os 30 anos da entidade e o retorno do Prêmio Abraciclo de Jornalismo foram celebrados, naquele ano, com uma animada festa. A reação veio logo em seguida: muitos jornalistas se interessaram pela iniciativa e questionaram qual seria a periodicidade efetiva da premiação.

Após seguidas reuniões realizadas pela entidade com seus associados e com a Comissão de Comunicação, ficou decidido que o Prêmio Abraciclo de Jornalismo teria periodicidade bienal e, para se tornar ainda mais atraente e celebrado pelos jornalistas do Brasil todo, a sua solenidade de entrega passaria a coincidir com a realização do Salão Duas Rodas, o maior evento de motocicletas da América Latina.

Este clima de ampla comemoração pela imagem positiva dos veículos de duas rodas demonstra que o Prêmio Abraciclo de Jornalismo ingressou no Século XXI não só para ficar, mas muito mais para evoluir, melhorar e encantar todos os amantes de motocicletas, ciclomotores, motonetas, bicicletas e produtos similares. Afinal, este Prêmio tem que fazer jus ao que mostra com muito talento e criatividade a cada dois anos: o desfile de veículos que não param de revolucionar a mobilidade, o transporte, a geração de renda, o esporte e o lazer dos brasileiros das mais diferentes e distantes localidades deste imenso País.

Por que vale a pena participar?


Por que vale a pena participar?

Ser finalista ou vencedor do Prêmio Abraciclo de Jornalismo significa um reconhecimento público para todo jornalista que aborda temas relacionados ao setor de duas rodas no Brasil.

É um diferencial que vale para a carreira toda.

A iniciativa abre oportunidades de participação e premiação por meio de quatro categorias:

  • Motocicleta – Impressa e Digital (jornal, revista, portal, site e blog)
  • Motocicleta – Som e Imagem (rádio, TV  e fotografia)
  • Bicicleta: qualquer meio de comunicação
  • PIM – Polo Industrial de Manaus: qualquer meio de comunicação situado no Estado do Amazonas.

A edição 2019 do Prêmio Abraciclo de Jornalismo contará com três vencedores (primeiro, segundo e terceiro lugares) para cada uma das quatro categorias citadas acima.

Os primeiros colocados em cada uma das quatro categorias do Prêmio Abraciclo de Jornalismo receberão, além de troféu, o valor de R$ 8.000,00 (OITO MIL REAIS).

Os segundos colocados em cada categoria, nomeados Destaques, receberão, além de troféu, R$ 3.500,00 (TRÊS MIL E QUINHENTOS REAIS).

Os terceiros colocados em cada categoria, nomeados Menções Honrosas, receberão placas comemorativas e R$ 2.500,00 (DOIS MIL E QUINHENTOS REAIS).

Em todos os prêmios citados não haverá incidência de qualquer índice de correção monetária.

Se você tiver uma matéria capaz de enfrentar este belo desafio, consulte agora o regulamento do prêmio e faça sua inscrição. Mas corra, porque tem muito colega seu que já está participando!

Tomara que seu belo trabalho também seja reconhecido!

Vencedores do Prêmio em 2019

Pim - Polo Industrial de Manaus

Vencedor Pim 2019

Jornalista: Adneison Severiano

Veículo: Portal Brasil Hoje

Matéria: “Polo Industrial de Manaus na trilha da Indústria 4.0: nova era da manufatura avançada”

 

Destaque Pim 2019

Jornalista: Rebeca Mota de Moraes

Veículo: Em Tempo

Matéria: “Mão de obra feminina se fortalece no polo de duas rodas do PIM”

Menção Honrosa Pim 2019

Jornalista: Rebeca Mota de Moraes

Veículo: Em Tempo

Matéria: “Bike ao trabalho: manauaras trocaram transporte e garantem bem-estar”

Bicicleta

Vencedor Bicicleta 2019

Jornalista: Marcos Adami

Veículo: Bikemagazine

Matéria: “E-bikes a reinvenção da bicicleta”

Jornalista: Thiago Reis Corte

Veículo: G1

Matéria: “Malha cicloviária das capitais cresce 133% em 4 anos e já passa de 3 mil quilômetros

Moto Impressa/Digital

Vencedor Moto Impressa/Digital 2019

Jornalista: Roberto Dutra de Oliveira

Veículo: Jornais O Globo e Extra – Rio de Janeiro

Matéria: Especial ”Minha Primeira moto”

Moto Som/Imagem