Falta de insumos continua impactando as fabricantes do Polo de Manaus e produção caí 11,3% em relação ao mês anterior

O desabastecimento de peças e componentes continua afetando a produção das fabricantes de bicicletas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM). Em abril, foram produzidas 51.281 bicicletas, volume 11,3% inferior na comparação com as 57.843 unidades registradas no mês de março. Os números são da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo.

Em relação ao mesmo mês do ano passado, quando a maioria das fabricantes suspendeu suas operações devido à primeira onda do coronavírus na cidade de Manaus, houve alta de 409,2%. Em abril de 2020, a produção totalizou 10.071 bicicletas.

No primeiro quadrimestre, a produção totalizou 222.183 unidades, o que corresponde a um aumento de 22,8% em relação as 180.994 bicicletas fabricadas no mesmo período do ano passado. O volume é superior ao registrado no mesmo período em 2018, quando a indústria atingiu 220.069 unidades produzidas. No entanto, está abaixo das 259.422 bicicletas fabricadas nos quatro primeiros meses de 2019.

 

Tabela

 

O vice-presidente do segmento de bicicletas da Abraciclo, Cyro Gazola, afirma que o setor continua limitado pela falta de insumos que atinge toda a cadeia global de suprimentos. “Há falta de alguns componentes como sistemas de freios e de transmissões, por exemplo, que dificultam a montagem e gera a falta de alguns modelos no mercado”, diz. “A demanda por bicicletas continua alta e acreditamos que o fornecimento de peças será normalizado no segundo semestre deste ano”, avalia.

Gazola afirma que se o abastecimento de peças e componentes for normalizado e se o programa de vacinação for acelerado para evitar um novo agravamento da crise sanitária, a indústria pode crescer acima da expectativa. Para este ano, a produção é estimada em 750.000 unidades, alta de 12,8% na comparação com 2020 (665.186 bicicletas). “Se o fornecimento de peças for atendido, as fabricantes irão adequar seu planejamento de produção à demanda do mercado. O consumidor quer e aguarda por bicicletas”, avalia.

 

Produção por categoria

Em abril, a categoria mais produzida foi a Moutain Bike (MTB), com 30.111 unidades e 58,7% de participação no mercado.  A categoria Infanto-Juvenil foi a que apresentou maior crescimento percentual. Foram fabricadas 4.867 bicicletas, alta de 103,5% na comparação com março (2.392 unidades).

Veja como ficou o ranking mensal de produção:

 

PRODUÇÃO DE BICICLETAS NO PIM
  ABRIL 2020 MARÇO 2021 ABRIL 2021    
CATEGORIA A PARTICIPAÇÃO B PARTICIPAÇÃO C PARTICIPAÇÃO C/A C/B
MTB 7.112 70,6% 39.771 68,8% 30.111 58,7% 323,4% -24,3%
Urbana/Lazer 2.062 20,5% 14.191 24,5% 15.354 29,9% 644,6% 8,2%
Elétrica 251 2,5% 422 0,7% 412 0,8% 64,1% -2,4%
Estrada 201 2,0% 1.067 1,8% 537 1,0% 167,2% -49,7%
InfantoJuvenil 445 4,4% 2.392 4,1% 4.867 9,5% 993,7% 103,5%
TOTAL 10.071 100% 57.843 100% 51.281 100% 409,2 -11,3%

Fonte: Associadas Abraciclo

No ranking do primeiro quadrimestre, as três categorias mais produzidas foram: MTB (135.930 unidades e 61,2% de participação no mercado), Urbana/Lazer (65.176 unidades e 29,3% de participação) e Infanto-Juvenil (15.683 unidades e 7,1% de participação).

 

Exportações

Segundo dados do portal Comex Stat, que analisa os embarques totais de cada mês, analisados pela Abraciclo, em abril, foram exportadas 1.303 bicicletas. O volume é 17,6% inferior ao registado no mês anterior (1.582 unidades) e 8.586,7% superior às 15 unidades destinadas ao mercado externo em abril do ano passado.

Com 1.070 bicicletas e 82,1% do volume total exportado, o Uruguai foi o principal mercado. Em segundo lugar, ficou o Paraguai (216 unidades e 16,6% do total exportado), seguido pelo Chile (6 unidades e 0,5%).

No quadrimestre, as exportações totalizaram 4.668 unidades, alta de 136,1% na comparação com o mesmo período do ano passado (1.977 bicicletas).

        Os principais mercados foram Paraguai (2.344 unidades e 50,2% de participação), Uruguai (1.855 unidades e 39,7%) e Bolívia (430 unidades e 9,2%).

 

Frases – Cyro Gazola

“Em abril, foram produzidas 51.281 bicicletas, volume 11,2% inferior na comparação com as 57.843 unidades registradas no mês anterior. A falta de insumos que atinge toda a cadeia global de suprimentos é o nosso principal gargalo. No primeiro quadrimestre, a produção totalizou 222.183 unidades, o que corresponde a um aumento de 22,8% em relação as 180.994 bicicletas fabricadas no mesmo período do ano passado. O volume é superior ao registrado no mesmo período em 2018, quando a indústria totalizou 220.069 unidades produzidas. No entanto, está abaixo das 259.422 bicicletas fabricadas nos quatro primeiros meses de 2019”.

“A falta de alguns componentes, como sistemas de freios e de transmissões, dificulta a montagem e gera a falta de alguns modelos no mercado. A demanda por bicicletas continua alta e se o abastecimento de peças e componentes for normalizado, a indústria pode crescer acima da expectativa. Para este ano, a produção é estimada em 750.000 unidades, alta de 12,8% na comparação com 2020, quando totalizamos a produção de 665.186 bicicletas. O consumidor quer e aguarda por bicicletas.”

 

Sobre a ABRACICLO e o Setor de Duas Rodas

Com 45 anos de história e contando com 14 associadas, a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – ABRACICLO representa, no País, os interesses dos fabricantes de veículos de duas rodas, além de investir em ações visando a paz no trânsito e a prática da pilotagem segura. A fabricação nacional de motocicletas, quase totalmente concentrada no Polo Industrial de Manaus (PIM), está entre as sete maiores do mundo. No segmento de bicicletas, com as principais fábricas também instaladas no PIM, o Brasil se encontra na quarta posição entre os principais produtores mundiais. No total, as fabricantes do Setor de Duas Rodas geram cerca de 13,9 mil empregos diretos em Manaus/AM.

 

MOTOCICLETAS* BICICLETAS*
Frota nacional: acima de 29 milhões
de unidades
Frota nacional: mais de 70 milhões
de unidades
Produção anual: acima de 961 mil unidades Produção anual: 2,5 milhões
de unidades**
7º maior produtor mundial 4º maior produtor mundial


(*) Dados do fechamento de 2020.
(**) Estimativa de produção em todo o território nacional e excluídas as bicicletas infantis.

Para mais informações acesse o site

 

        www.abraciclo.com.br

 

SD&PRESS Consultoria
(11) 3876-4070; www.sdpress.com.br; @sdpress; facebook.com/sdpress
Analuiza Tamura           analuiza.tamura@sdpress.com.br
Bruna Quintanilha bruna.quintanilha@sdpress.com.br
Priscila Fabi       priscila.fabi@sdpress.com.br
Maio, 2021

PortuguêsEnglishEspañol