Reuniões virtuais promovidas pela Fundação Getúlio Vargas acontecem nos dias 8 e 22 de fevereiro

O desenvolvimento socioeconômico sustentável da Amazônia Brasileira é tema da reunião virtual “Diálogos Amazônicos”, promovida pela Fundação Getúlio Vargas e patrocinada pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo, em parceria com o CIEAM (Centro da Indústria do Estado do Amazonas), FIEAM (Federação das Indústrias do Estado do Amazonas e ELETROS (Associação Nacional dos Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos).
Aberto a toda a sociedade, o evento contará com apresentações nos dias 8 e 22 de fevereiro, sempre às 19 horas (horário de Brasília).
“Ações como esta são importantes para discutir e levar à opinião pública a importância do Polo Industrial de Manaus não apenas para o desenvolvimento da região e do País, mas para a preservação da floresta”, afirma Paulo Takeuchi, diretor executivo da Abraciclo.
O primeiro encontro discutirá “Potenciais da Bioeconomia na Amazônia” e contará com as participações de Roberto Rodrigues (ex-ministro da Agricultura e das mais importantes personalidades do mundo do agronegócio), Izabella Teixeira (ex-ministra do Meio Ambiente e co-presidente do Painel de Recursos Naturais da ONU) e Daniela Chiaretti (repórter especial da editoria de Ambiente, do jornal Valor Econômico).
Já a segunda reunião falará sobre a “Reforma Tributária e Desenvolvimento na Amazônia”, e tem como convidados Vanessa Canado (assessora especial no ministério da Economia e professora no Insper), Everardo Maciel (ex-secretário da Receita Federal) e Adriana Fernandes (jornalista e colunista do jornal O Estado de S. Paulo).
“É preciso que a Reforma Tributária mantenha os incentivos na Zona Franca de Manaus, uma vez que as empresas investiram em suas unidades fabris, geraram postos de trabalho e garantiram o desenvolvimento sustentável da região”, comenta Takeuchi.
Presente desde a década de 1970 no PIM, o Setor de Duas Rodas produz quase 2 milhões de veículos por ano, entre motocicletas e bicicletas. Ali estão instaladas as fábricas das 14 associadas da Abraciclo, além de 39 componentistas ligados ao setor, que geram cerca de 12,8 mil empregos diretos para a região.

Serviço:
Para saber mais e se inscrever, acesse os links:
Dia 8 – Potenciais da Bioeconomia na Amazônia – https://bit.ly/DA_0802
Dia 22 – Reforma Tributária e Desenvolvimento na Amazônia – http://bit.ly/DA_2202

SOBRE A ABRACICLO E O SETOR DE DUAS RODAS
Com 45 anos de história e contando com 14 associadas, a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – ABRACICLO representa, no País, os interesses dos fabricantes de veículos de duas rodas, além de investir em ações visando a paz no trânsito e a prática da pilotagem segura. A fabricação nacional de motocicletas, quase totalmente concentrada no Polo Industrial de Manaus (PIM), está entre as sete maiores do mundo. No segmento de bicicletas, com as principais fábricas também instaladas no PIM, o Brasil se encontra na quarta posição entre os principais produtores mundiais. No total, as fabricantes do Setor de Duas Rodas geram cerca de 12,8 mil empregos diretos em Manaus/AM.

MOTOCICLETAS* BICICLETAS*
Frota nacional: acima de 28 milhões
de unidades Frota nacional: mais de 70 milhões
de unidades
Produção anual: acima de 961 mil unidades Produção anual: 2,5 milhões
unidades **
7º maior produtor mundial 4º maior produtor mundial

(*) Dados do fechamento de 2020.
(**) Estimativa de produção em todo o território nacional, excluídas as bicicletas infantis.

Para mais informações acesse o site
www.abraciclo.com.br

SD&PRESS CONSULTORIA
(11) 3876-4070; www.sdpress.com.br; @sdpress; facebook.com/sdpress
ANALUIZA TAMURA analuiza.tamura@sdpress.com.br
BRUNA QUINTANILHA bruna.quintanilha@sdpress.com.br
PRISCILA FABI priscila.fabi@sdpress.com.br
FEVEREIRO, 2021

PortuguêsEnglishEspañol